Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

A Secretaria da Aviação Civil (SAC) do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil em cooperação com a Escola de Administração Fazendária (ESAF) realizou a entrega do Prêmio Aviação – Conhecimento e Inovação. Entre os contemplados na categoria 'Iniciativas de Inovação' estavam militares e civis do efetivo do Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA) - São José dos Campos-SP, Milton Luiz Abrunhosa, Alex Sandro Mendes Tostes e Suboficial Marcelo Gláucio da Silva, autores do projeto de pesquisa intitulado ‘Uso de RPAS para Inspeção em Voo de PAPI’ e o Major Especialista em Controle de Tráfego Aéreo McWillian de Oliveira, também do efetivo do ICEA, autor do projeto de pesquisa Serviço de Informação de Voo de Aeródromo Remoto – Aeródromo de Fernando de Noronha.



Nove prêmios e 11 certificados foram entregues, em Brasília, para os vencedores e destaques da 2ª edição do Prêmio Aviação – Conhecimento e Inovação, cuja finalidade é fomentar a pesquisa na área de aviação, além de reconhecer, valorizar e disseminar a implantação de boas práticas na operação e gestão dos aeroportos brasileiros. Os prêmios foram divididos em três categorias: 'Melhor Monografia', 'Iniciativas de Inovação' e 'Projetos de Sustentabilidade Aeroportuária'.

Dentre as dez inscrições selecionadas para a categoria 'Iniciativas de Inovação', os civis Milton Luiz Abrunhosa, Alex Sandro Mendes Tostes e o suboficial Marcelo Gláucio da Silva garantiram o segundo lugar na classificação final do prêmio e o Major McWilliam obteve a terceira colocação. “A equipe de pesquisa do ICEA e eu ficamos muito contentes pelo reconhecimento do nosso trabalho por parte da comunidade de transporte aéreo e da Secretaria de Aviação Civil. Eu, particularmente, sou muito grato por todo apoio e incentivo que a Força Aérea Brasileira tem me proporcionado ao longo de minha carreira, estou muito satisfeito profissionalmente”, declarou o oficial.

A participação dos pesquisadores do ICEA em eventos como este é de grande importância não apenas para a divulgação dos trabalhos de pesquisa desenvolvidos pela Força Aérea Brasileira, mas também para a promoção do intercâmbio de conhecimentos com o meio acadêmico. Esta troca é fundamental para a solução de problemas identificados pelo setor de pesquisa do ICEA relacionados ao setor de aviação.

Os projetos

A proposta do projeto premiado de autoria dos civis Milton Luiz Abrunhosa, Alex Sandro Mendes Tostes e do Suboficial Marcelo Gláucio da Silva, é abordar o uso de uma plataforma robótica aérea para realizar a inspeção em voo de auxílios visuais indicadores de rampa (PAPI). O sistema consiste em duas partes principais, no solo a estação de controle e telemetria, no ar o veículo com os sensores específicos, câmera e sistema de aquisição de dados. O Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPAS) proposto será um modelo de asa rotativa, dependendo do tipo de missão e desempenho requerido, com sensores e antenas dedicados, devidamente especificados para o tipo de auxílio à navegação que se deseja avaliar. O sistema proposto no projeto é uma solução de baixo custo, que poderá substituir parcial ou integral as tarefas repetitivas e custosas no contexto da inspeção em voo.

O projeto de pesquisa premiado de autoria do Major McWilliam, intitulado Serviço de Informação de Voo de Aeródromo Remoto – Aeródromo de Fernando de Noronha, descreve detalhadamente o processo de implementação do AFIS remoto no aeródromo de Fernando de Noronha-PE. O Serviço de Informação de Voo remoto (R-AFIS) consiste na aplicação do suporte para a realização dos voos a partir de uma infraestrutura alocada fora do aeródromo. Sua utilização visa obter ganhos em diferentes áreas como incremento da rede aeroportuária, redução dos custos operacionais, padronização das operações e maior acessibilidade aos operadores.

 

Fim do conteúdo da página