Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

O Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA) e a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) realizaram o “Simpósio Comemorativo ANAC-ICEA: 10 anos dos Requisitos de Proficiência em Inglês Aeronáutico no Brasil” nos dias 27 e 28 de setembro, no ICEA, em São José dos Campos-SP.


Além de marcar a celebração de 10 anos da implementação dos requisitos de proficiência linguística no Brasil, o Simpósio teve como objetivo divulgar as ações e os processos, realizados tanto pela ANAC quanto pelo ICEA, voltados à capacitação e à realização de exames de proficiência em língua inglesa para pilotos e controladores de tráfego aéreo que atuam com tráfego internacional. Durante o evento foram realizadas apresentações sobre ensino de inglês aeronáutico em diferentes contextos e sobre a aplicação dos exames de proficiência desenvolvidos pelas duas instituições, a fim de promover a disseminação de conhecimentos e a troca de experiências entre os profissionais presentes. O evento contou com 130 participantes, incluindo controladores de tráfego aéreo de todas as regiões do Brasil do DECEA e também da INFRAERO, pilotos, professores de inglês aeronáutico, examinadores de proficiência em língua inglesa, pesquisadores, entre outros.

A cerimônia de abertura foi realizada pelo Diretor do ICEA, Coronel Aviador Manoel Araujo da Costa Junior; pelo Superintendente de Padrões Operacionais da ANAC, Senhor Wagner William de Souza Moraes; pelo Chefe da Subdiretoria de Ensino do ICEA, Tenente-coronel Antonio Geovani Mendes; e pelo Gerente de Certificação de Pessoal da ANAC, Senhor Luiz Roberto Alves da Silva Filho. O Diretor do ICEA destacou o papel de liderança que o Brasil ostenta em relação aos demais países da América Latina no que se refere à implementação dos requisitos de proficiência linguística. Já o Chefe da Subdiretoria de Ensino do ICEA elogiou os esforços empregados ao longo desses 10 anos de implementação dos requisitos de proficiência linguística, cuja principal beneficiada tem sido a sociedade brasileira de um modo geral. O Superintendente de Padrões Operacionais da ANAC ratificou as palavras do Gerente de Certificação de Pessoal da ANAC ao concluir a cerimônia de abertura do Simpósio ressaltando que nos últimos anos a integração ANAC e Comando da Aeronáutica tem se intensificado através de experiências bem-sucedidas que envolvem tanto controladores de tráfego aéreo quanto pilotos, com resultados traduzidos em melhorias na segurança da aviação.

No primeiro dia do Simpósio, os participantes tiveram a oportunidade de conferir apresentações sobre as ações de ensino e de avaliação de proficiência realizadas tanto pela ANAC quanto pelo ICEA, abordando a evolução histórica dessas ações, o cenário atual e as projeções para o futuro. A manhã do segundo dia foi marcada pela realização do IV Seminário do Grupo de Estudos em Inglês Aeronáutico (GEIA), que contou com a apresentação de resultados de pesquisas de membros do grupo e de uma conferência plenária sobre ensino e aprendizagem de línguas e tecnologia.

O professor Carlos Alberto Babboni, civil do efetivo da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), ministrou a palestra 'Atividades de pronúncia em livros didáticos de inglês aeronáutico: reflexões sob o prisma de falantes de português brasileiro' e contou suas impressões sobre o evento.  “Fiquei surpreso com o número de pessoas que participaram desta edição do Simpósio, eu realmente não esperava tantas pessoas na plateia. Foi muito bom verificar esta parceria tão eficiente entre ANAC e ICEA. Além da oportunidade de apresentação do meu projeto de pesquisa, pude ampliar meus conhecimentos sobre a ANAC, foi realmente uma experiência muito válida. A organização foi excelente”, comentou o professor que já atua há 7 anos ministrando aulas de inglês aeronáutico para futuros controladores de tráfego aéreo na EEAR.

Também no segundo dia do Simpósio, foram disponibilizados aos participantes três workshops: 'A debate on SDEA's test content, format and tasks' conduzido pelo senhor Pablo Antunes (ANAC); 'Are the language proficiency requirements focusing on real life issues? Some insights from communication analysis through Corpus Linguistics' guiado pela pesquisadora Malila Prado (USP) e pela professora Patrícia Tosqui Lucks (ICEA) e; 'Language, Culture and Effective Radiotelephony Communications: analysing case studies from aviation stakeholders' perspectives' apresentado pela pesquisadora Ana Lúcia Monteiro (ANAC/Carleton University). Os três workshops são versões adaptadas daqueles que foram ministrados no evento promovido pela International Civil Aviation English Assossiation (ICAEA), na Croácia, em abril deste ano.

A Terceiro-sargento controladora de tráfego aéreo e instrutora de inglês aeronáutico Thalita Diniz, do Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo (SRPV-SP), avaliou os workshops oferecidos. “Nos workshops tivemos a oportunidade de praticar a língua inglesa, discutir fraseologia e inglês usual, pudemos também comparar a prova que é aplicada para a ANAC com o EPLIS - Exame de Proficiência em Inglês Aeronáutico SISCEAB – a fim de identificar os pontos fortes e pontos fracos. Eu acredito que estas experiências vivenciadas no Simpósio possam ser revertidas em novas técnicas de ensino para os alunos de inglês aeronáutico nos mais diversos cursos que ministramos na Força Aérea Brasileira”, comentou a graduada.

 

Fim do conteúdo da página